quarta-feira, 8 de abril de 2009

Interstício 08


Nascer juntos.
Confesso, que antes de mim, isso já existia.
E nunca deixará de existir.
Já passou a ser algo mais que uma data comemorativa. É algo fundamental.
És que estou aqui de novo, antes de estar, antes de ser alma e corpo, e do interstício que as separam.
A infinidade dos anos que me comovem, a infinidade que move as cores - dentro de mim.

Não basta ser colorido. É preciso ter alma. Li que o arco-iris não reflete na água, pois não possue corpoealma , não é matéria. Minha alma, preto e branco, hoje refelete em mim, em mim-água que corre junto ao rio, uma sequência matemática de números de vida, de dias, de experiência.
Daí, nasce eu, de novo, na história atemporal de uma coisa que já existia antes de ser ela, mas foi inventada.
Passar aqui é me manter vivo. É saber olhar pra trás num caminho sem luz.
Não podemos pegar, não podemos enxergar, mas é esse movimento inútil de virar que me une.


Hoje para mim começa mais um ano - 8 de abril.
Feliz aniversário (para mim e para ele)


Juka8.

6 comentários:

Beija-Flor disse...

então que seja um felzi [re]nascimento. e que essa nova lua seja nova pra você. (l)

Juka Lordello disse...

meu aniversário foi em Lua Cheia *-*

amanda lee jones disse...

você é perfeito ♥
FELIZ ANIVERSÁRI

amanda lee jones disse...

O*

Rα i sα ~ disse...

Uma vez Richard Bach me disse assim:

Você não tem aniversário porque sempre viveu, nunca nasceu, jamais haverá de morrer. Não é filha das pessoas que chama de mãe e pai, mas a companheira de aventura delas na jornada maravilhosa para compreender as coisas que são. Cada presente de um amigo é um desejo por sua felicidade. É o caso deste ... voe livre e feliz além d aniversários e através do sempre.

Saudade.

Mas, enfim, foi R. Bach que também falou sobre nada poder separar-nos dos amigos. Se quisermos mesmo estar juntos, então estaremos.

Juka Lordello disse...

*-*