segunda-feira, 26 de outubro de 2009

#Síndrome [?]

Sempre tive medo de tinta.
Medo de que, de algum modo, ela me apresentasse um mundo desconhecido. um novo eu.
Primeiro; nunca se deve entrar em batalha com alguém o qual você não conhece as armas.


Estamos sempre em guerra.
Nunca me achei tão fraco para então não arriscar.
Segundo; nunca se conhece a força de um adversário, sem enfrentá-lo.

2 comentários:

Rα i sα ~ disse...

Então não há a fazer que não aquarelar seus pavores e expô-los em molduras bacanas ou sem grandes acabamentos. E, qualquer coisa, Omo tira as manchas ;)

Natália Corrêa disse...

A nossa pior guerra é travada com nós mesmos. Somos nosso próprio inimigo, e nunca conhecemos nossas próprias armas...