sexta-feira, 6 de junho de 2008

Aqui

Me deixe aqui, neste bar, tomando conhaque, porque eu sei, que mas tarde estarei em outra esquina provando vinho.

E eu sei que você precisa de mim; pra enxugar os copos e secar as lágrimas, trocar a mesa e a música.
E faz tempo que abandonei a cama laranja, que você mesmo descascou.
Não bate a porta, e nem chore...
Porque eu vou ficar aqui, até que aqui acabe.
E eu cultivo bonsai, não sei quando é o fim.



Eu aprendi a regar meu jardim só, mas preciso de alguém para aparar as gramas,
eu preciso de alguém que me ajude nas rimas enigmáticas,
e que peça o menu ao garçon.
Eu preciso ficar só, em uma salada.
Vou morrer e viver e viver aqui.

3 comentários:

lottery ticket draws disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
berto disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Beija-Flor disse...

eu posso aprender a aparar grama...